BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Abril



Veio Abril em marés cheias
Nesta praia que é da gente
Sonhos novos são ideias
Já que o amor é semente.

Floriu o céu em desejo
Nova alma se levanta
Força Povo que prevejo
Que uma Nação se agiganta.

E Abril abriu em flor
Nos corações apertados
Esperança em vez de dor
E os medos destroçados.

Quero Abril cantar de novo
De mãos dadas num abraço
Num projecto onde o Povo
No desenho seja o traço.

7 Gotas de Chuva:

Maria disse...

Há um País que acordou e se agiganta...

Beijo, Ricardo.

EU disse...

"Quero Abril cantar de novo
De mãos dadas num abraço"
(...)
Lindo...Destaquei estes 2 versos pela simbologia de Abril e a onda de solidariedade e união contida no 2.º...
Parabéns!
Bjinho :)

Aquarela disse...

O tempo já não soma
O espaço não existe
Não importa em que cais irei sair
Na viagem dos pensamentos,
Sei apenas que vou
Por onde eles querem ir.
bjs

Graça Pires disse...

"Veio Abril em marés cheias
Nesta praia que é da gente
Sonhos novos são ideias
Já que o amor é semente."
Um poema de esperança...
Um beijo.

Sandra disse...

Um texto bem construído e bem escrito.Mas para mim, Abril é morte.
Levou-me das pessoas que mais amava. Castrou-me uma parte da felicidade.
Desculpe o desabafo, mas é isto a poesia, provocar sentimentos.
Beijinho

.l disse...

Abril terá para nós sempre uma cor diferente do resto do mundo... mas, no anseio de se ser tão igual ao mundo inteiro, não sei já se é cor de cravo o sangue nas veias desta nação...

Teresa Almeida disse...

Cantaremos sempre o Abril que em nosso peito mora!
É o espírito de Abril que se sente a vibrar no teu sentido poema.
Parabéns Ricardo!
Beijinhos