BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Poema Imenso




Aos pouquinhos o cheiro a praia nova inundava o desejo de chegada. Afinal o veleiro apontava de novo a terra.
Como é bom sorver estes aromas que a saudade apurou…
Começo a ordenar os restos que os dias foram deixando numa memória em tons de azul (azul como a luz que os teus olhos oferecem…).
Longas, como os minutos duma madrugada que teima acordada, foram as horas em que só havia, para além dum imenso mar, a presença constante da tua ausência em cada onda que beijava o convés.
Avisto, no negrume que a noite teima em derramar, um farol que canta uma luz que me toca em cheio no peito, aberto para te abraçar. Como conheço essa luz…
Enrolo os meus braços num poema cujos versos são os beijos que guardei para ti. Que poema imenso!!!

13 Gotas de Chuva:

Carmem L Vilanova disse...

Que lindo poema!
Adorei!
Beijos, flores e muitos sorrisos!

Maria disse...

E como tu és imenso a escrever, Ricardo!

Deixo dois beijos. Um para os olhos azuis...

susana disse...

Palavras de Marinheiro em (quase) prosa e (quase) poesia.
Um Cavaleiro da Dinamarca marítimo. A ânsia de voltar e a alegria de ter para onde.
As palavras que escreveste não são mais que os gritos intemporais do nosso povo.
Ainda bem que voltaste!

Dois Rios disse...

Querido Ricardo,

Teu poema é tão imenso quanto imensa é a falta que fazes por aqui.

Talvez a ausência seja isso. Um imenso mar de solitárias ondas.

Belo, como sempre!

Beijos,
Inês

Sonia Schmorantz disse...

Muito mais bonito que imenso...mas lindo mesmo!
abraço

Sonhadora disse...

Lindissimo texto...muito intenso.

sonhadora

EDUARDO POISL disse...

-- Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba.
Não ame por admiração,
pois um dia você se decepciona.
Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação.
Madre Teresa de Calcutá

Desejo uma linda semana com muito amor e carinho.
Abraços

Tia_Cunhada disse...

Quanta ternura... Que bom!

Beijinho
Tia

Graça Pires disse...

Excelente poema de amor com cheiro a meresia e a luz dos mastros a incidir nas palavras.
Um abraço.

Aquarela disse...

SIMPLESMENTE BELÍSSIMO!
OBRIGADA
ANA CLAUDIA

Edu disse...

Realemente que dizer. O titulo esta perfeito para o poema em si.

jorge vicente disse...

que amor imenso, digo eu :)

um abraço
jorge vicente

Maria disse...

Vim reler o teu imenso poema de amor...

Beijinho.