BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Maré



Desfraldei as velas dum sonho feito barco

E sulquei oceanos espalhados no teu corpo


Descobri praias douradas nos teus cabelos

E dunas nas vagas que chegavam ao teu peito


Recolhi os ventos para os soltar das minhas mãos

E bebi o sal das águas que brotavam dos teus olhos


Lancei amarras como quem grita horizontes

E aportei para além do mar, para além do fim


Chegado, parto de novo, nesta maré que és tu...

19 Gotas de Chuva:

Humildevaidade disse...

Tenho vontade de dizer mesmo "tanto mar, tanto amar"... lindo, como sempre. Inconfundível a tua escrita.

Abraço

Aquarela disse...

Adorei o blog, a limpidêz das suas palavras...parabéns.
É tão bom ler um bom poema de amor (no fundo entendo todos os poemas como poemas de amor... á vida!)
Parabens

Maria disse...

Os teus poemas entrelaçam-se e confundem-se num misto de mar e tanto amar... assim como eu gosto!
Obrigada, Ricardo

Beijos aos dois

susana disse...

É ao ler poemas como estes que me convenço que a poesia não tem de ser rebuscada e difícil. Parece tão fácil. É tão bonito. É tão claro.

Sonia Schmorantz disse...

É um encanto este poema!
abraço

Aquarela disse...

Olá
sim... sou a ana claudia albergaria (Aquarela):-)
Obrigada pela simpatia.
Também gosto de passar por aqui.

Tia_Cunhada disse...

Tão singular e belo.

Obrigada pela tua visita lá pelo meu sítio.

Um abraço

Fa menor disse...

Deliciosos mares em que tão bem sabe navegar!

Belo!

Graça Pires disse...

Marés que são portos de partidas e chegadas...
Um abraço


Como não tenho livros para dar vou comprar uns quantos ao editor para atender a pedidos como o seu. Manda-me a sua morada para
gracampires@hotmail.com. Eu dou-lhe o meu pib e digo-lhe o preço.
Está bem assim?

Carla disse...

o mar encantado nesta maré que nos ofereces
beijo e bom fds

utopia das palavras disse...

Poema transparente, límpido, de desejo e sonho, como maré de amor de um mar...poeta!

Lindo!

Abraço grande, Ricardo

Beatriz disse...

Ola Ricardo.
Boa noite.

Barco..viagem..amor...lagrimas...
tudo conjugado faz este poema belo de se ler...

Deixo um beijo e o meu sorriso.
Bea

susana disse...

Isto, por aqui, anda muito parado...

Sonia Schmorantz disse...

Natal...
É o mês de confraternização
Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!

Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
harmonia, fraternidade
Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
Que ao som dos sinos
O amor exploda em toda direção!

FELIZ NATAL!
UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

susana disse...

FELIZ NATAL!!!!!!!!!!!

EDUARDO POISL disse...

Ele veio para iluminar o mundo.
Mistério de luz,
inunda nosso espírito em ternuras
e modifica nosso modo de agir.
Transforma nosso egoísmo
em ações concretas.
Jesus é esperança
e nos traz paz e felicidade.
Ensina o caminho
e anuncia a salvação.

Linney Jeanne Palma

Desejo a você e sua Família,
um feliz Natal, e muita paz, imbuído
do verdadeiro sentimento de
solidariedade e amor.

Abraços com todo meu carinho

Sonia Schmorantz disse...

Receita de ano novo 
de Carlos Drumond de Andrade
 

Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?) 
 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumidas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 
 

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.

Que em 2010 Deus o abençôe com saúde, paz, muito amor e um bom trabalho!
abraço

EDUARDO POISL disse...

Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.
Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes...
e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE!!!

Abraços com todo meu carinho
FELIZ 2010

Fernando Vasconcelos disse...

O poema e a fotografia são ambos fantásticos. O poema fez-me pensar de imediato num outro chamado Sables Mouvants de Jacques Prevert:

Démons et merveilles
Vents et marées
Au loin déja la mer s'est retirée
Démons et merveilles
Vents et marées
Et toi
Comme une algue doucement carressée par le vent
Dans les sables du lit tu remues en revant

Démons et merveilles
Vents et marées
Au loin déja la mer s'est retirée
Mais dans tes yeux entrouverts
Deux petites vagues sont restées
Démons et merveilles
Vents et marées
Deux petites vagues pour me noyer.