BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 25 de janeiro de 2009

Metamorfose




Encontrei-te grávida de saudades,

Perdida de sonhos,

Cansada de esperanças,

Caída de ilusões.

Trouxe-te nas brisas o som das ondas...

E da saudade nascem carícias,

Dos sonhos mares de beijos,

Da esperança horizontes de rotas

E da ilusão praias de marés novas.


13 Gotas de Chuva:

pin gente disse...

morreu a saudade no meu ventre
perdeu-se da vida
porque a saudade também se mata
ou morre abandonada!
nem novas marés ou novos mares me devolvem a ilusão
porque não há abraços, nem desejos
não há afectos, afagos ou beijos!
não há qualquer carícia
não há brisa na praia que traga boas novas
não há ondas que rebentem os silêncios
não há areias que me acariciem os dedos
não há sóis que desmaiem em meu corpo
não há falésias para me atirar em voo
porque não há barcos, partidas, amaragens
não há sonhos, rotas ou viagens!
não há luas que enfeiticem minhas noites
não há nuvens, sombras... não há luz
não mais o mundo me seduz
se a saudade morreu
ficou a morte...
que a venceu!



um beijo, ricardo

paula barros disse...

Um poema muito bonito.

bela semana, grávido de muito amor para fazer nascer esperanças.

eu disse...

Esperando que tudo tenha corrido como queria, no dia do lançamento do seu livro, por aqui me passeio de novo.
E de novo um texto que apreciei, afinal, quem não gostaria de se sentir grávido de esperança?
Um grande abraço

Maria disse...

Por um momento senti que estava a ler Joaquim Pessoa, e a sua amélia de olhos doces...
É bom estar grávida de saudades... à espera do som das ondas...

Um beijo, Ricardo

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Chega o vento assobiando
fazendo riscos imaginários
como ondas no céu soprando sobre folhas ,
flores, vidas chega a brisa manhã
canta suaves carinhos
envolve numa doce,
fresca brincadeira
lembranças num rastro
manso luz vento , brisa,
vida tocam rios janelas
todas as casas calçadas
soprando sorrisos
lembrando todos os caminhos
colorindo como se fosse carrossel
verdadeiros roda moinhos
deixando correr a vida
como fosse melodia...
(Maria Thereza Neves)

Tenha uma linda semana
Abraços

secreto segredo disse...

Tem um convite para você lá no blog Meus recados, Teus recados.
Espero que aceites.

Abraços

secreto segredo

sonhos disse...

É assim que me sinto neste momento gravida de esperanças, lindas palavras.

Beijinhos

Xana disse...

Eu detesto estar gravida de saudades!
Adoro estar gravida de aconchego.
Um beijinho Ricardo , passa lá no meu canto

Som do Silêncio disse...

Gostava de colocar em palavras o bem que me faz ler-te...mas não o sei fazer...
Se te disser que sinto uma calma, uma paz, um bem estar...não te minto...
Fazes-me bem!

Bjs,
Som

Maripa disse...

Que bom ler-te de novo envolta em maresias...estava com saudades.

Beijo,Ricardo.E o meu carinho

Angel disse...

nem mais..achei este poema muito verdadeiro..é sempre bom dar aqui uma espreitadela..uma trade cheia de Sonhos..

Carla disse...

um sonho de maresia vestido...uma metamorfose que se adivinha
beijos

Efigênia Coutinho disse...

Encontrei-te grávida de saudades...

Como você escreveu bonito, um poeta de estirpe encontro neste espaço literario, meus cumprimentos, e peço para ser sua seguidora deste portal poético, com admiração,
Efigênia Coutinho
Presidente Fundadora
AVSPE
www.avspe.eti.br/