BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Poema



Derreto-me nos teus braços
Escorro-me nos teus seios
Abrigo-me nos teus olhos
Sacio-me no teu sorriso.

Canto-te nos meus versos
Pinto-te nos meus sonhos
Invento-te na minha boca
Musico-te nos meus dedos.

Acordo-me no teu calor
Banho-me na tua pele
Visto-me dos teus cabelos
Alimento-me no teu suor.

Guardo-te no meu mar
Escondo-te feita praia
Sopro-te num meu vento
Cheiro-te numa brisa.

Não me acabem as palavras
Porque quero-te num poema…

18 Gotas de Chuva:

as velas ardem ate ao fim disse...

Estou toda arrepiada!

um bjo

Cris disse...

Querer é guardar dentro da alma,
A lembrança de alguém.
É sonhar acordada, é ter suspensa a vida
num olhar, que nem sabe o encanto que ele tem.
É aquela crença forte e nunca desmentida.
Naquele que se espera, o que talvez não vem.
É aquela dor atroz e sempre incompreendida,
que nós sofremos e não contamos a ninguém.
Querer é perdoar o que ninguém perdoa.
É melodia do céu que dentro da alma soa.
A saudade depois que tudo termina...

Bjs

MPereira disse...

e o amor se fez verso de encantar
Um abraço

Carla Sofia disse...

Um poema de desejo.
deixo um sorriso

sonhos disse...

Olá meu amigo
este teu poema me encantou, sentires de um doce amor.

Beijinhos

pin gente disse...

e aqui o tens, ricardo, pelas tuas mão.
um abraço grande
luísa


ps- e novidades?

Maripa disse...

Belo poema onde a sensibilidade e a sensualidade se abraçam numa sintonia perfeita.

Beijo carinhoso,Ricardo.

Ana Martins disse...

Todo o amor num poema!

Parabéns,
beijinhos

Humana disse...

Simplesmente lindo!
A imagem complementa maravilhosamente o teu poema.

Sol da meia noite disse...

Não faltarão palavras para adornar tão belo poema...

Beijinho *

Carla disse...

um poema que é uma brisa...
...bom partilhar este teu mar
beijos

Anja Rakas disse...

E fizeste um belíssimo texto.

Bjs

Branca disse...

Lindo demais...

Gostei muito do seu blog...virei mais vezes!

Branca.

Marta Vasil disse...

O amor e a sensualidade apoderaram-se deste intenso poema, ou... será que o poema se apoderou do amor e da sensualidade?
Talvez isso não importe, o que importa é que as palavras não se acabaram e a musa ficou no poema.

Que gosto lê-lo!

Um abraço

MV

Marta disse...

E fico sem palavras....
Pois esse poema que dedicas diz tudo sobre a saudade, o amor vibrante e sempre presente...
Lindo como sempre...
Beijos e abraços
Marta

kakauzinha disse...

E palavras nunca te vão faltar, com toda a certeza, sempre belas e (e)ternas como tu.

Amar assim é um dom, ser amado assim uma benesse, feliz de quem sabe dar e receber.

A ti dou-te um beijo azul porque me deste um momento de sonho*

Justine disse...

Uma comunhão profunda e total, no poema que desejavas e fizeste.Belo

Humildevaidade disse...

...até num diálogo mudo, a sua musa o leria, quem escreve assim, comunica de forma apurada com todos os sentidos.

Não a encerre num poema, pois todos a podem ler!

Com este poema, sinto que quase nos diz que apesar de tudo é como se não a tivesse ao pé de si... enfim, interpretações.

A sua escrita é deliciosa...

Humildevaidade